27°
Máx
13°
Min

Justiça manda bloquear bens de ex-presidente do PSDB em Minas Gerais

A Justiça de Minas Gerais determinou o bloqueio de bens do ex-presidente do PSDB no Estado, Narcio Rodrigues. Também ex-secretário de Ciência e Tecnologia no governo de Antonio Augusto Anastasia (PSDB) e ex-deputado federal, Narcio foi preso em 30 de maio dentro da Operação Aequalis, deflagrada pelo Ministério Público Estadual (MPE), autor do pedido de bloqueio de bens, e a Polícia Militar.

O tucano é suspeito de desvio de recursos públicos para construção do Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada (Hidroex), em Frutal, no Triângulo Mineiro, terra natal e base eleitoral do tucano. O advogado do ex-presidente do PSDB no Estado, Estevão Ferreira de Melo, disse que ainda não foi comunicado da decisão.

Narcio é réu em duas denúncias apresentadas pelo MP. Uma pela construção e outra por contratos para equipar o centro. O desvio de recursos públicos seria de R$ 8,4 milhões, segundo a promotoria. Há suspeita, ainda conforme o Ministério Público, que o dinheiro tenha sido utilizado em campanhas eleitorais de 2012, quando foram escolhidos vereadores e prefeitos. Os promotores ainda não conseguiram identificar, porém, o destino dos recursos, que podem ter sido enviados a paraísos fiscais e depois enviados ao Brasil para o abastecimentos das campanha, conforme as investigações. Preso na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande Belo Horizonte, Narcio aguarda julgamento de habeas corpus.