27°
Máx
13°
Min

Líder da Rede critica comando de Cunha e libera bancada em votação do impeachment

O líder da Rede na Câmara, Alessandro Molon (RJ), defendeu há pouco que cada deputado da sigla siga suas convicções pessoais para votar na sessão que analisa a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O partido é favorável ao afastamento da petista, mas a bancada está liberada para definir os votos e o deputado é, pessoalmente, contra o impeachment.

Molon criticou a posição de Cunha como condutor do processo. "Cunha não será cassado como prêmio por liderar processo de impeachment", afirmou. "Vamos lutar contra isso, mas infelizmente é o que está sendo preparado pela Câmara".

O deputado defendeu ainda que o TSE julgue as ações que envolvem a chapa Dilma/Temer.