24°
Máx
17°
Min

Líder do governo critica Temer por 'sentar na cadeira antes da hora'

O líder do governo, Humberto Costa (PT-PE), fez duras críticas ao vice-presidente Michel Temer durante sessão da comissão especial do impeachment na manhã desta quarta-feira, 27. O senador petista acusou o vice de "sentar na cadeira antes da hora" e de tratar o Congresso como um órgão auxiliar. "Queria demonstrar o meu repúdio ao vice-presidente da República que, ignorando que ainda estamos em um processo de análise do impeachment, faz reuniões abertas para tratar de cargos no governo", criticou.

O senador também criticou a forma como Temer tem agido como presidente, ao montar seu possível governo ignorando o processo em curso no Senado. "Ele trata esse Congresso como um órgão de homologação e já se considera presidente da República."

Em sua crítica, o líder do governo relembrou um célebre acontecimento político, há 30 anos, quando o então eleito prefeito de São Paulo, Jânio Quadros, desinfetou a poltrona da prefeitura. Na véspera da eleição, o candidato Fernando Henrique Cardoso havia sentado na cadeira para posar para uma foto. "Gostaria que os senhores testemunhassem que estou desinfetando esta poltrona porque nádegas indevidas a usaram", foi a fala de Quadros na época, parafraseada hoje pelo líder Humberto Costa.

Temer já teria escolhido Henrique Meirelles para assumir o Ministério da Fazenda. Eliseu Padilha ficaria na Casa Civil, enquanto o atual presidente do PMDB, Romero Jucá (RR) pode liderar a pasta do Planejamento. O tucano José Serra (SP) que, por mais de uma vez, demonstrou interesse em ser parte do governo peemedebista, pode ficar no Ministério da Educação.