22°
Máx
14°
Min

Líder na Câmara promete casas em SE

O líder do governo Michel Temer na Câmara dos Deputados, André Moura (PSC-SE), afirmou, em comício na Comunidade São José, em Japaratuba, que é "o único cara de Sergipe" capaz de "distribuir" casas no Estado. Ele é marido de Lara Moura (PSC), candidata a prefeito do município de 18.474 habitantes, localizado a 54 quilômetros de Aracaju.

De acordo com Moura, o governo federal vai construir 70 mil casas populares no País e 4 mil serão para atender à demanda da população de Sergipe. "Sabe quem é o único cara de Sergipe, no meio de 2 milhões de sergipanos que existem, o único que vai distribuir 4 mil casas? É André Moura. Fazer o quê? Doa a quem doer", disse o deputado federal em ato de campanha de sua mulher.

O comício de Lara foi realizado no sábado, 27, à noite e na terça-feira a gravação foi veiculada no programa A Hora da Verdade, da Rádio 103 FM. No áudio, Moura afirmou que entre 513 deputados federais de São Paulo, Rio e outros Estados maiores, "no menor Estado da Federação, em um município chamado Japaratuba, o único que é líder do governo do presidente da República é André Moura".

"Agora sou o líder do governo, quem vai fazer sou eu. Vamos construir as casas populares, vamos atender aos municípios, mas também vamos resolver o problema de quem não tem casa em São José, em Japaratuba, porque quem pode é André Moura e contra fatos não há argumentos", disse Moura.

O líder de Temer garantiu recursos federais para a sua mulher, caso seja eleita, e ainda deu um recado: "E, agora, Lara, quero dizer que aquilo que o povo de São José e Japaratuba sonhar você vai transformar em realidade. Porque agora, o que você quiser, eu coloco recurso aqui para você fazer. Se for ambulância, vai ter. Se for posto de saúde, vai ter. Se é educação, vai ter. Se for asfalto, vai ter".

Moura afirmou, conforme o áudio, haver "um mar de gente" no evento de sua mulher. Contou ao público que fora assistir a um comício do candidato Hélio Sobral (PMDB), atual prefeito, e disse que "viu meia dúzia de gatos pingados". Segundo ele, a presença do governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB), fora anunciada, mas ele não comparecera. O governador, no entanto, acompanhou seu aliado. Durante a passeata que antecedeu ao comício de Lara, Moura disse que "aqui não veio ninguém pago nem de carro com ar condicionado. Veio pelo amor, vestiu a camisa amarela, veio dizer que é Lara."

Inflamados

A assessoria de comunicação de Moura confirmou, em nota, o teor do discurso do deputado e afirmou que ele "usará o prestígio político do cargo para trazer benefícios para Sergipe, citando especificamente a construção de moradias populares". De acordo com a nota, a declaração foi "o suficiente para inflamar os opositores da candidatura de Lara, que tentam transformar o fato em abuso eleitoral".

A afirmação, segundo a nota, teria sido feita em resposta a ataques de adversários que o acusam de ter se esquecido de Sergipe. Moura tem usado "emendas parlamentares para ajudar vários municípios, além de liberar recursos para prefeituras por meio de ministros amigos".

Como era oposição ao governo Dilma Rousseff, ele afirmou ter enfrentado dificuldades para aprovação de emendas. Para o líder de Temer, "os opositores precisam deixar de ciúmes e até deveriam agradecer por buscar recursos para Sergipe". "Usarei, sim, do prestígio do cargo que ora ocupo para minimizar o sofrimento do nosso povo", disse o deputado, na nota. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.