23°
Máx
12°
Min

Ligado a Temer, secretário Caio Rocha confirma saída do Ministério da Agricultura

O titular da Secretaria do Produtor Rural e Cooperativismo, Caio Rocha, entregou nesta sexta-feira, 1, sua carta de demissão à ministra da Agricultura, Kátia Abreu. Filiado ao PMDB e ligado ao vice-presidente Michel Temer e a Eliseu Padilha, Rocha cumpriu a determinação do partido de desembarcar do governo. A exoneração dele deve ser publicada nos próximos dias.

A ministra teria recebido o pedido com serenidade e dito que ele fez "um grande trabalho pelo País". Kátia Abreu teria afirmado, ainda, que, por ela, Rocha permaneceria, mas que compreendia a necessidade dele de cumprir uma decisão partidária.

Rocha pretende voltar para a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/RS) do Rio Grande do Sul, onde é funcionário de carreira.

Outros dois secretários de Kátia Abreu, também ligados ao PMDB, ainda não teriam se manifestado sobre cumprir a determinação do partido. Tânia Garib, da recém-criada Secretaria de Integração e Mobilidade Social, seria indicada do senador Waldemir Moka (PMDB-MS); Marlon Carvalho Cambraia, secretário de Monitoramento e Controle da Pesca e Aquicultura, é apadrinhado do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE).