24°
Máx
17°
Min

Limite de tempo para atendimento em lotéricas é adiado

(foto: Câmara de Curitiba) - Vereadores aprovam adiamento de limite de tempo em lotéricas
(foto: Câmara de Curitiba)

O primeiro projeto a entrar em discussão, é o que regulamenta o banco de horas dos servidores da Câmara de Vereadores. A matéria que tramita em regime de urgência e, no fim, a regulamentação do banco de horas dos servidores é aprovada em 1º turno. As duas emendas apresentadas ao substitutivo geral foram rejeitadas pelo plenário.

Após a discussão do primeiro projeto, a pauta foi invertida para votação dos requerimentos da segunda parte da ordem do dia. Com isso, foi aprovada a prorrogação da CPI da Vila Domitila, por 60 dias.

Antes da sequência, a pauta foi suspensa para que a diretora do Sindicatos das Casas Lotéricas, Ieda Bonatto, pudesse ‘pedir’ aos vereadores que reconsiderassem a aprovação da regulamentação do tempo de espera para atendimento nas lotéricas. De acordo com ela, “os lotéricos não têm como colocar a lei em vigor em 30 dias”. O autor do projeto, vereador Serginho do Posto (PSDB), disse que conversou com Ieda, e solicitou o adiamento da votação por 20 sessões. “Iremos discutir melhor neste tempo. Vamos pedir uma reunião com o Ministério Público, Procon e Caixa Econômica Federal para avaliarmos a questão de forma mais ampla”.

A solicitação foi acatada e o projeto retorna à pauta de votações no mês de setembro.

Utilidade Pública à Federação de Ciclismo, à Rede Solidária e à Associação de Moradores das Mercês, foram aprovadas, além do projeto que denomina um logradouro de Cícero Fernandes.

LDO

Depois das votações, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2017 passou ao centro da discussão.

A vereadora Noêmia Rocha (PMDB), propõe emenda para a inclusão da implantação a Creche do Vovô. Os vereadores destacaram o desafio de se manter os serviços públicos funcionando e com qualidade.