22°
Máx
16°
Min

Londrina renova 63% dos vereadores

(foto: Devanir Parra/CML) - Londrina renova 63% dos vereadores
(foto: Devanir Parra/CML)

Mantendo a média histórica das últimas três eleições, Londrina terá uma renovação de 63% nos integrantes da Câmara de Vereadores. O índice supera as eleições de 2012 (58%), mas fica abaixo de 2008 (66%).

Parte da renovação foi motivada pela ausência de quatro vereadores da atual legislatura que decidiram não concorrer novamente ao cargo.

Sandra Graça disputou o cargo de prefeita. Elza Correia desistiu do pleito depois que seu partido, o PMDB, apoiou o prefeito eleito Marcelo Belinati.

As outras ausências foram Marcos Belinati, mais votado em 2012, e Roberto Kanashiro, que desistiu de concorrer depois de ocupar o mandato por seis legislaturas.

Não se reelegeram

Oito vereadores não conseguiram seguir no cargo a partir de 1º de janeiro de 2017.

Entre eles está o atual presidente da Câmara, Professor Fabinho (PPS). Apesar de ser o 12º mais votado (3.057), ele ficou de fora por conta do coeficiente eleitoral. O caso é o mesmo de Lenir de Assis (PT), a décima mais votada com 3.138.

Também 'bateram na trave' Tio Douglas (PTB), com 2.845, Gustavo Richa (PSDB) com 2.486, Jamil Janene (PP) com 2.194 e Emanoel Gomes (PRB), com 2.84 votos.

Os piores desempenhos foram de Gaúcho Tamarrado (DEM), com 1.540 votos e José Roque Neto (PR), com 1.516.

Reeleitos

Entre os que continuam na Câmara o melhor desempenho foi de Roberto Fu (PDT), sexto colocado com 4.228 votos. Mario Takahashi (PV) foi o sétimo com 4.192, enquanto Vilson Bittencourt (PSB)ficou em décimo entre os eleitos com 3.129. Completam a lista dos reeleitos Professor Rony (PTB) com 3.094, Junior Santos Rosa (PSD) com 3.038, Amauri Cardoso (PSDB) com 2.950 e Péricles Deliberador (PSC) com 2.305.