22°
Máx
17°
Min

Lúcia Vânia reafirma que votará a favor do impeachment de Dilma

A senadora Lúcia Vânia (PSB-GO) reafirmou nesta terça-feira, 30, que vota a favor do impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff. "Pela legitimidade do processo que agora encerramos, por estar convencida da tipicidade, da materialidade e da autoria da presidente da República sobre os atos pelos quais é acusada", disse a senadora, 6ª inscrita a falar.

Lúcia disse ainda que, "diante das evidências, inexiste dúvida quanto à responsabilidade de Dilma". "A presidente é, sim, culpada por decretos e pedaladas", afirmou.

A senadora também fez críticas à fala de ontem da presidente afastada. "A presidente Dilma se disse mais uma vez injustiçada, mobilizou mais uma vez a tese da ilegalidade, fez inúmeras referências à trajetória do seu governo, falou sobre si mesma, pregou para convertidos, confundiu o futuro do País com a continuidade do seu governo", afirmou.

Já o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), 5º a discursar, afirmou que a bandeira da presidente Dilma Rousseff em 2014 foi o pleno emprego e que esses números serão desmentidos pelo Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE). O senador disse ainda que acredita que a presidente afastada cometeu crimes. "Quando você esconde um crime, é crime e é dolo", disse.

O senador acusou a presidente de ter mantido programas sociais apenas para permanecer no cargo e ganhar eleições. "Não foi o presidente em exercício Michel Temer que acabou com os programas sociais", afirmou.

Ele reafirmou seu voto a favor do impeachment. "Amanhã o Brasil será devolvido ao povo e sairá das garras desse governo corrupto e irresponsável", destacou.