21°
Máx
17°
Min

Lula deixa Alvorada e deverá acompanhar votação na Câmara em hotel

Após retornar a Brasília e passar toda a manhã e parte da tarde com a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou na tarde deste domingo, 17, o Palácio da Alvorada e deverá acompanhar a votação sobre a admissibilidade do impeachment do hotel Royal Tulip, onde está hospedado.

Pouco antes das 17 horas, o carro de Lula retornou vazio ao Palácio. Minutos depois, dois veículos oficiais, também pela porta dos fundos, entraram no hotel onde o ex-presidente se hospeda, o Royal Tulip, vizinho à residência de Dilma.

Em lados opostos na votação deste domingo na Câmara sobre o impeachment da presidente Dilma, tanto a petista quanto seu vice, Michel Temer, receberam aliados neste domingo em suas residências oficiais em Brasília, onde acompanham de longe, pela TV, os discursos dos parlamentares no Congresso.

No Palácio da Alvorada, Dilma, os ministros Miguel Rosetto (Trabalho e Previdência), Antonio Carlos Rodrigues (Transportes), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo) e Jaques Wagner (chefe de gabinete da presidência). Já no Palácio do Jaburu, Temer acompanha a votação na Câmara ao lado do ex-ministro Eliseu Padilha (PMDB-RJ), um de seus principais articuladores.

Temer também recebeu o líder da legenda no Senado, Eunício Oliveira (CE), que deixou a casa oficial do vice-presidente momentos antes da hora marcada para o começo da votação do impeachment de Dilma.

Do lado de fora, a movimentação é de seguranças, que reforçaram a vigília e ampliaram o bloqueio para impedir o acesso aos dois palácios, e de jornalistas. Alguns poucos manifestantes, de carro, chegam a se aproximar do bloqueio, onde buzinam e gritam palavras de ordem contra a presidente, mas logo vão embora.