22°
Máx
17°
Min

Lula tenta associar Haddad ao 'Fora Temer'

A uma semana da eleição, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou no domingo, 25, do primeiro ato de rua da campanha para a reeleição do prefeito Fernando Haddad (PT). Ao percorrer em cima de um carro de som o bairro de São Mateus, na zona leste da capital, Lula focou seus discursos em críticas aos adversários do petista, que ocupam em empate técnico as três primeiras colocações nas pesquisas de intenção de votos, colando a imagem deles no governo do presidente Michel Temer.

Estagnado na quarta colocação, segundo levantamento do Datafolha divulgado na quinta-feira, Haddad tenta vincular sua imagem ao movimento "Fora Temer" para evitar que eleitores optem pelo "voto útil" no próximo domingo.

"Onde você chega no Brasil, incluindo em São Paulo, o povo não aceita o governo que não tenha sido eleito democraticamente. O povo preferia nova eleição já. O que eu acho estranho é que neste momento da história política de São Paulo, é que o povo que grita 'Fora Temer' está, nas pesquisas, votando em três candidatos que apoiam o Temer. Se o povo não quer um como é que está aceitando três?", afirmou o ex-presidente.

Haddad chegou ao ato com mais de uma hora de atraso em relação ao horário marcado, por causa de um compromisso anterior. Isso fez com que Lula, após 40 minutos de espera, iniciasse a caminhada sem a presença do candidato.

Com a estratégia de massificar o número do partido, Haddad disse que "somente o 13 fez pela periferia de São Paulo". Ele criticou ex-prefeitos afirmando que eles governaram a cidade "em uma época de ouro e nada fizeram". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.