21°
Máx
17°
Min

Lupi: PDT não decidirá sobre desembarque do governo antes de votar impeachment

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, negou nesta terça-feira, 22, que o partido já esteja discutindo o desembarque do governo Dilma Rousseff. De acordo com ele, não haverá nenhuma discussão neste sentido antes da votação do atual processo de impeachment da petista, ao qual o partido já fechou posição contrária. O dirigente afirma que qualquer debate sobre o assunto feito até agora foi isolado.

"Estamos firmes no processo contra o impeachment. Tudo será discutido e resolvido depois disso", afirmou Lupi. A fala foi corroborada pelo ministro das Comunicações, André Figueiredo (CE). "Qualquer decisão será tomada a nível nacional, mas adianto que é praticamente impossível qualquer decisão antes da votação do impeachment", disse. "Seria um ato de extrema covardia, e o PDT não tem essa característica", emendou Figueiredo.

O ministro e Lupi argumentam que o que houve até agora foi apenas uma declaração do senador Acir Gurgacz (RO). Em evento do PDT em seu Estado, no último fim de semana, o parlamentar defendeu o desembarque do partido do governo. "O agravamento da crise política está prejudicando muito nossa economia e divide ainda mais o País. Por conta disso, o PDT vai se dedicar a um novo projeto para o Brasil", escreveu o senador em uma rede social.

Assim como Gurgacz, alguns parlamentares do PDT têm defendido o desembarque do governo, mesmo que o partido continue votando contra o impeachment. Alguns pedetistas pregam que o partido faça como no ano passado, quando chegou a romper com o governo e anunciou posição independente na Câmara, embora tenha voltado para a base depois.