22°
Máx
14°
Min

Mac Donald ganha nas urnas; TRE não o declara como prefeito

Paulo Mac Donald contabilizou a maioria dos votos em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, neste domingo, 2 de outubro. Com 100% das urnas apuradas, o candidato fez 58.163. Chico Brasileiro (PSD) ficou em segundo lugar, com 54.488 votos válidos. Phelipe Mansur (REDE) vem logo em seguida, com 23.572 votos. Doutor Barros (PSC) recebeu 1.492 da preferência dos iguaçuenses e Tulio Bandeira (PROS) 721.

Apesar disso, o Tribunal Regional Eleitoral não o declara como eleito. Paulo Mac Donald teve a candidatura impugnada pelo Juiz Marcos Antonio Frason, da 46ª Zona Eleitoral de Foz do Iguaçu, no dia 3 de setembro. O candidato entrou com recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral, cujo colegiado manteve o indeferimento por unanimidade (6 a 0) no dia 20 de setembro.

Paulo tem condenações judiciais por práticas de improbidade administrativas, sendo que, em duas delas, houve determinação de ressarcimento de danos causados aos cofres públicos. Mac Donald ingressou com recurso junto ao Tribunal Superior Eleitoral em última instância, mas o julgamento ainda não aconteceu.

Se o TSE cassar sua candidatura, novas eleições serão convocadas de 45 a 60 dias após a decisão da Justiça Eleitoral.

Se não cassar, os votos são contabilizados e, em caso de vitória, dar-se-á a diplomação. Se, até o dia da posse (1º de janeiro), o TSE não julgar o recurso, o presidente da Câmara de Vereadores assume até realização do pleito.

Confira os pronunciamentos de Chico Brasileiro e Paulo Mac Donald após as eleições:



Confira os vereadores eleitos:



Colaboração: Roberta Campos e Márcio Neves/Rede Massa.