21°
Máx
17°
Min

Manifestação contra impeachment em Porto Alegre reúne 4 mil, dizem organizadores

A manifestação realizada pela Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo em defesa do mandato da presidente afastada, Dilma Rousseff, reúne quatro mil pessoas na tarde deste domingo, 31, na capital gaúcha, segundo os organizadores. O ato acontece no Parque Farroupilha, a Redenção, que é muito frequentado nos fins de semana. A Polícia Militar não divulgou estimativa de público. Porto Alegre tem um dia de verão em pleno inverno, com temperatura de 30 graus.

No carro de som posicionado num ponto central do parque, lideranças de movimentos sociais e sindicais dizem que o ato de hoje, que ocorre em diferentes cidades do País, é uma preparação para o mês de agosto, quando os apoiadores de Dilma devem intensificar as mobilizações contra o impeachment às vésperas da votação no Senado. "Vamos tomar as ruas em agosto", afirmaram em Porto Alegre. Um grupo musical anima os participantes.

No chão, há bandeiras do Brasil, do PT, do PCdoB, da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB). Os organizadores da mobilização distribuem panfletos e adesivos com dizeres como "Não ao golpe".

Muitas pessoas também carregam cartazes dizendo "Fora Temer, nenhum direito a menos". De acordo com o presidente do PT no Rio Grande do Sul, Ary Vanazzi, além de condenar o impeachment os manifestantes defendem a manutenção dos direitos sociais e trabalhistas. "A nossa tarefa é expressar nas ruas a nossa posição com relação a isso", disse Vanazzi.