27°
Máx
13°
Min

Manifestação em Brasília reúne cerca de mil pessoas, de acordo com organizadores

Um grupo de manifestantes, com cerca de mil integrantes, de acordo com os organizadores, estava concentrado por volta das 10h em frente ao Museu da República. Eles devem se dirigir para a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, onde ocorre, nesta quarta-feira, o desfile de 7 de Setembro.

Os manifestantes organizaram uma fila e devem marchar na pista contrária ao evento. O protesto começa a ganhar corpo e conta com integrantes do MST, Contag e CUT. O clima por enquanto é de tranquilidade.

"Viemos dizer que a sociedade não concorda com essa ruptura democrática", disse o agricultor Tatiano Tavares, que organizou uma vaquinha para trazer integrantes do Movimento de Luta pela Terra.

Segundo Tavares, a relação do novo governo com os movimentos sociais será "tensa". "Eles são contra empoderar o povo e colocar os trabalhadores para dividir a gestão do País", disse Tavares.

A mobilização dos manifestantes também se deu por meio das redes sociais, atraindo estudantes universitários como a mestranda em Ciência Política Ariadne Santiago, que carregava um cartaz criticando a ausência de mulheres no ministério de Temer. "Isso é retrógrado, atrasado, um retrocesso para as mulheres que não se veem representadas no governo", disse.

Uma equipe de filmagem do PT na Câmara está acompanhando a manifestação e coletando depoimento das pessoas pedindo a cassação do mandato do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-SP). Segundo o jornalista Rogério Tomaz, a ideia é estimular o engajamento da militância. "Não podemos deixar prevalecer a operação para salvar o mandato de Cunha."