21°
Máx
17°
Min

Manifestação pró-impeachment é adiada para 21/08

O Movimento NasRuas decidiu alterar de 31 de julho para 21 de agosto a data da manifestação que pretende fazer, junto a outros grupos, com o objetivo de pressionar os senadores no julgamento final da presidente Dilma Rousseff. Pelo calendário do processo de impeachment no Senado, caso o parecer do relator da Comissão, o tucano mineiro Antonio Anastasia, seja aprovado, o julgamento final de Dilma será entre 24 e 26 de agosto.

A ideia do Movimento NasRuas, fundado por Carla Zambetti, é colocar a manifestação bem próxima da data do julgamento para que "o som das vozes das ruas ainda esteja ecoando na cabeça dos senadores no dia da decisão final do destino de Dilma Rousseff".

As manifestações estão programadas para os Estados do Acre, Rio Grande do Norte, Bahia, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Amapá, Amazonas, Pará, Goiás, Distrito Federal, Pernambuco e Paraíba. "Eu respondo pelo Movimento NasRuas, mas outros movimentos deverão anunciar o mesmo (alteração na data da manifestação) nos próximos dias", disse Carla.

Já o ato em repúdio "à imparcialidade do Supremo Tribunal Federal (STF) e para pontuar que estamos vigilantes à atuação do (presidente Ricardo) Lewandowisk durante o impeachment" está mantido para 31 de julho no Distrito Federal, segundo a fundadora do NasRuas.

De acordo com Carla, o ato contará com o "Petrolowisk", um boneco inflável que remete à figura do presidente da suprema corte. No dia 12 de agosto, o NasRuas fará também um ato no Rio de Janeiro, durante a Olimpíada.