22°
Máx
16°
Min

Marcelo Freixo, do PSOL, vota no Rio

O candidato do PSOL à Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, votou às 11h30 deste domingo (2) no Clube Paissandu, no Leblon (zona sul). Segundo as pesquisas de intenção de voto do Ibope e do Instituto Datafolha, ele disputa com pelo menos outros três candidatos uma vaga no segundo turno. Quem passar deve enfrentar Marcelo Crivella (PRB).

"Apesar de termos apenas 11 segundos de TV (na propaganda política obrigatória), conseguimos mostrar nosso programa. Senti o apoio durante toda a campanha e o crescimento depois do debate (da última quinta-feira, na TV Globo). Agora é esperar", afirmou o candidato, que classificou seu tempo de TV como "à Bolt", em referência ao tempo em que o velocista jamaicano campeão olímpico Usain Bolt corre a prova de 100 metros rasos.

Questionado sobre alianças para o segundo turno, ele disse que não vai trocar cargos por apoio. "Quem quiser apoiar nosso programa de governo será bem vindo. Mas não vamos negociar nada".

Quando chegou ao posto de votação, Freixo foi bastante aplaudido, mas também recebeu vaias. "Tirem essa bandeira vermelha do PT", gritou várias vezes uma eleitora, que não quis se identificar, mas aparentava cerca de 60 anos. O PT apoia no Rio a candidata Jandira Feghali, do PCdoB.

Pesquisa divulgada ontem pelo Ibope indica Crivella com 38% dos votos válidos, Freixo com 14%, Pedro Paulo (PMDB) com 11%, Flávio Bolsonaro (PSC) e Indio da Costa (PSD) com 10%, Jandira Feghali (PC do B) com 7%, Osorio (PSDB) com 6% e Alessandro Molon (Rede) com 2%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou menos.