22°
Máx
14°
Min

Matarazzo rebate e diz que Doria quer ganhar 'na mão grande'

O vereador Andrea Matarazzo, pré-candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, passou rapidamente pela Câmara Municipal nesta madrugada, onde acontece a apuração da prévia do partido. Ele ficou por cerca de meia hora e saiu sem fazer menção à evolução da apuração ou ao eventual resultado. A apuração se estende por mais de sete horas, desde o fim da tarde de domingo.

Matarazzo rebateu a fala do adversário João Doria, que disse que os adversários tentavam ganhar o pleito 'no tapetão'. "E ele (tenta ganhar) no poder econômico e na mão grande. Não vai ganhar assim", disse Matarazzo. O vereador, cercado por militantes de Doria, deixou o local rapidamente.

O ex-governador Alberto Goldman e o presidente do Instituto Teotônio Vilela, José Aníbal, respectivamente aliados de Matarazzo e de Ricardo Trípoli - o terceiro postulante do PSDB a disputar a Prefeitura - enviaram uma petição contra Doria à direção partidária municipal neste domingo. Na petição pedem o cancelamento de Doria nas prévias por abuso de poder econômico e ilegalidades e práticas de propaganda eleitoral neste domingo de votação.