23°
Máx
12°
Min

Moro autoriza adesão de oito executivos à leniência da Carioca Engenharia

O juiz federal Sérgio Moro autorizou, a pedido do Ministério Público Federal, a extensão do acordo de leniência da Carioca Engenharia a oito executivos da empreiteira. O acordo impôs à Carioca e a seus donos, Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Junior, multa de R$ 100 milhões. À empreiteira, R$ 10 milhões, e a cada um dos executivos, R$ 45 milhões.

Os executivos da carioca engenharia que entraram no acordo de leniência:

- Alberto Elísio Vilaça Gomes que ocupou o cargo de Diretor da Carioca Christiani

- Albuíno Cunha de Azevedo Júnior foi empregado da empresa entre os anos de 2011 e 2014

- Alexandre Açakura é empregado da Carioca Christiani Nielsen desde 2001

- Álvaro José Monnerat Côrtes é Diretor Estatutário Operacional da Carioca

Christiani Nielsen há aproximadamente dez anos, mas já é empregado da leniente há cerca de trinta anos

- Eduardo Backheuser é Diretor da Carioca Christiani

- Luiz Fernando Santos Reis que ocupou o cargo de Diretor da Carioca Christiani Nielsen até o ano de 2012

- Roberto José Teixeira Gonçalves ocupou o cargo de Diretor da Carioca Christiani Nielsen

- Tania Maria Silva Fontenelle foi conselheira da Carioca Christiani Nielsen até 2015