26°
Máx
19°
Min

Moro manda leiloar imóveis de doleiro da Lava Jato

O juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em Curitiba, determinou a realização de um novo leilão dos imóveis confiscados do doleiro Alberto Youssef, que fez delação premiada com a Procuradoria-Geral da República em 2014, revelando a existência de um esquema de corrupção na Petrobras e também em outras áreas do governo. A venda pública dos imóveis ocorre na segunda-feira, 30, a partir das 14h.

Youssef, que acumulou milhões atuando como operador financeiro para diferentes políticos e partidos desde a década de 1990, possui lotes localizados nas cidades de Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ) que, juntos, chegam a somar mais de R$ 6 milhões. Agora eles serão colocados a venda por meio do portal eletrônico Superbid Judicial.

Caso não sejam arrematados, os bens serão disponibilizados novamente para venda no dia 13 de junho, também começando às 14h, mas com redução de 50% do valor de avaliação.

No Rio de Janeiro, localizado no bairro de Campo de São Cristóvão, um complexo que é composto por cinco imóveis, área total aproximada de 1.620m², tem lance inicial de R$ 3 milhões. Já em Salvador (BA), nove lotes, sendo oito fatias de 4% e uma de 5,23%, do imóvel comercial Connect Smart Hotel (antigo Web Hotel Salvador), localizado no Condomínio Alfazema, bairro de Pituba, possuem lance inicial de cerca de R$ 334 mil e R$ 437 mil, respectivamente.