22°
Máx
14°
Min

'Ninguém mais entende a sopa de letrinhas que o Brasil virou', diz Haddad

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), disse nesta terça-feira, 26, que o sistema político brasileiro está fragmentado em um nível que "fica difícil compor qualquer quadro". Ao ser questionado sobre as eleições municipais deste ano, Haddad criticou a postura dos "insatisfeitos" com o sistema, que acreditam que a solução está em montar novos partidos, e propôs um trabalho em torno de valores, como igualdade e oportunidade. "É mais fácil organizar as pessoas em torno de valores comuns do que em torno de legendas hoje. Porque ninguém mais entende a sopa de letrinhas que o Brasil virou", afirmou o prefeito, que inaugurou uma creche na zona norte da capital.

"Daqui a pouco vai ter um partido para cada deputado federal. Como é que você gerencia isso? Todo mundo que está insatisfeito com o sistema político monta um partido. O que estou propondo é um outro tipo de atitude. Em vez de montar um novo partido, por que a gente não trabalha valores?", disse.

Sem citar o PT ou as eleições municipais, Haddad reconheceu que está "difícil reaglutinar" as pessoas em torno de legendas, hoje "desprestigiadas". Como alternativa, o prefeito disse que é preciso encontrar um "substitutivo" das legendas e uma das saídas é o resgate de ideários como igualdade, oportunidades e combate às injustiças. Para Haddad, esses valores são "reconhecidos pela sociedade até com mais naturalidade do que as próprias legendas".

"Isso vale para a direita também. O campo mais conservador também está numa situação semelhante, em que o ideário é mais importante do que as eventuais legendas. Como as legendas, todas, estão muito desprestigiadas, o que é importante é convocar pessoas para defender ideias e valores porque aí elas se reaglutinam", disse.

Haddad afirmou que vai continuar defendendo o que fez "a vida inteira: um Brasil de igualdade e oportunidade". "E existem muitas pessoas que pensam como eu. Os mais conservadores, que pensam diferente, vão compor outros núcleos de pensamento", afirmou.