21°
Máx
17°
Min

No Paraná, ministro reforça estratégias para aumentar exportações em até 10%

- No PR, ministro reforça estratégias para aumentar exportações em 10%

O Ministro Interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, reforçou hoje dia 9, em visita à Copacol, cooperativa de Cafelândia, a meta do governo de subir de 7% para 10% a participação do Brasil no mercado internacional, contando com diversas estratégias, entre elas, a revisão de todos os procedimentos do ministério com o objetivo de desburocratizar os trabalhos.

“Conforme o Ministro Blairo Maggi já anunciou, já realizamos 69 medidas de desburocratização, entre elas, a que acaba com a reinspeção nos portos dos produtos exportados, já que estes produtos já passam pela inspeção quando saem das indústrias. Nossa ideia é tirar o dinheiro da ineficiência, da burocracia e trazer ele para a economia”, destacou Novacki complementando que “a saída para a crise brasileira é o agronegócio”.

Na ocasião, o diretor presidente da Copacol, Valter Pitol, acompanhado da Diretoria Executiva, apresentou algumas dificuldades vivenciadas pela Copacol como a longa espera para o credenciamento do Abatedouro de Aves da Unitá, para a exportação de seus produtos à China.

“Temos uma imensa satisfação e orgulho em receber o ministro interino e apresentar as características da nossa Cooperativa, de nossos cooperados e fortalecer o agronegócio de nossa região. Aproveitamos para reforçar a importância da desburocratização dos processos, já que o papel do governo é o de fiscalizar e as empresas produzirem com qualidade, porém, todos de maneira ágil”, enfatizou Pitol.

Novacki anunciou ainda a ampliação do Pisacoop, Programa de Produção Integrada de Sistemas Agropecuários em Cooperativismo e Associativismo, voltado à assistência técnica dos produtores, enfatizando a importância de fortalecer tanto os pequenos, quanto os médios e grandes produtores do Paraná.

 Governo pretende avançar em políticas para a piscicultura 

O Ministro Interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, também reforçou a importância do Brasil avançar em políticas voltadas à pesca, de forma a contribuir para uma produção sustentável.

“O primeiro passo é ajustar a política voltada à piscicultura, criando uma política de mais oportunidades para os produtores”, reforçou Novacki.

A Copacol que conta com 170 produtores integrados na piscicultura, abate mais de 70 toneladas de tilápia por dia no Abatedouro localizado em Nova Aurora, Oeste do Paraná.

Colaboração: Assessoria.