24°
Máx
17°
Min

Noite no acampamento de manifestantes pró-governo tem shows e comércio

A noite não deverá acabar tão cedo para parte dos manifestantes que vieram a Brasília protestar contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Com mais de 2 mil pessoas aglomeradas ao lado do Estádio Nacional Mané Garrincha, o acampamento se transformou em uma vila com comércio de roupas, eletrônicos, alimentos diversos e artesanato.

Na noite de sábado que antecede a votação da admissibilidade do impeachment na Câmara dos Deputados, um grupo musical anima os manifestantes embaixo de tendas, enquanto muita gente já dorme em barracas ou colchões improvisados no local. Um grupo de cerca de 50 indígenas do norte de Minas Gerais também está presente entre os manifestantes. Há muitas famílias, crianças e, segundo lideranças, centenas de ônibus chegarão ao local nas próximas horas, durante a madrugada de domingo.

Os manifestantes também ergueram duas estruturas com paredes de lata onde foram improvisados chuveiros para banho, além de uma calha de 20 metros de comprimento com torneiras. Boa parte do entorno do estádio e do Ginásio Nilson Nelson está tomada por ônibus e carros. O local fica a cerca de 2 km do Congresso Nacional.

Apesar dos pesquisas com parlamentares apontarem um cenário desfavorável para o governo na votação deste domingo, o clima no acampamento pró-Dilma é de festa. Segundo a Polícia Militar, não houve registro de nenhum incidente no local até agora.