23°
Máx
12°
Min

'Nunca dissemos ter 172 votos', diz apoiador de Dilma

O deputado Zé Geraldo (PT-SP), apoiador da presidente Dilma Rousseff, afirmou neste domingo, 17, que os governistas nunca afirmaram ter os 172 votos necessários para reprovar o impeachment no plenário da Câmara. Nos últimos dias, aliados do Palácio do Planalto vinham divulgando que entre 180 e 200 deputados estão contra a deposição da petista.

Questionado sobre qual será o resultado placar no fim do dia, ele disse que é uma incógnita e que nenhum lado pode dizer que "o jogo está ganho". "Ninguém sabe. Nunca dissemos que temos os 172, até porque nossa principal preocupação é que eles não tenham os 342".

Zé Geraldo disse que a votação deve ser definida por uma margem estreita e que o governo confia que alguns fatores, como os movimentos de rua neste domingo e a repercussão internacional do impeachment, ainda podem virar votos para o governo. Ele argumentou que a imprensa no exterior tem destacado que o processo é capitaneado por parlamentares suspeitos de corrupção. "A alternativa é o (vice-presidente) Michel Temer, ainda mais tendo (o presidente da Câmara), Eduardo Cunha, como um elemento de constrangimento muito grande? Por que uma pessoa honesta está sendo 'impeachmada' por um grupo de parlamentares desonestos, da Lava Jato?", questionou.