22°
Máx
17°
Min

Oposição espera renúncia de Maranhão até quarta ao meio-dia

A oposição decidiu manter o prazo até meio dia desta quarta, 11, para que o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), renuncie ao posto. O grupo não deve apresentar na noite desta terça, 10, a questão de ordem em plenário sobre a vacância do cargo após o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). PPS, PSDB e DEM querem nova eleição para o cargo de primeiro vice-presidente da Casa.

O líder do DEM, Pauderney Avelino (AM), disse que aceitará retirar a representação protocolada nessa segunda, 09, na Mesa Diretora contra Maranhão caso ele deixe o cargo. "Quero ver o papel assinado", afirmou.

Os oposicionistas rejeitam a possibilidade de o segundo vice-presidente, deputado Fernando Giacobo (PR-PR), assumir o comando da Casa. A avaliação é que Giacobo é tão despreparado para a função quanto Maranhão.

Se Maranhão renunciar, o nome que será colocado virá do bloco liderado pelo PMDB e que tem o PP no grupo. O PP reivindica a indicação do substituto. O deputado Esperidião Amin (PP-SC) é um dos nomes ventilados para a função.