21°
Máx
17°
Min

Organizadores dizem que 150 mil foram às ruas no Recife; PM não faz balanço

Na capital do Pernambuco, Recife, a manifestação contra o governo da presidente Dilma Rousseff e o PT terminou perto das 14h, depois de quase três horas de caminhada, em um percurso de pouco mais de sete quilômetros. O ato aconteceu na praia de Boa Viagem, no bairro de mesmo nome, na zona sul da cidade. Segundo os organizadores, mais de 150 mil pessoas participaram da mobilização, organizada pelos movimentos Vem Pra Rua e Estado de Direito. A Polícia Militar de Pernambuco não divulgou nenhuma estimativa oficial de público. Em março de 2015, os organizadores disseram ter reunido um público de 50 mil pessoas no primeiro ato de protesto contra o governo federal. Na ocasião, a PM também não divulgou balanço de público.

O ato aconteceu sem confrontos diretos e contou com a presença de muitas crianças. Vestidos com camisetas verde, amarela e azul, os manifestantes carregavam muitos cartazes e faixas com frases contra o PT, Dilma e o governo federal. A estrutura montada pelos organizadores contou com três trios elétricos, segurança privada e muito material de divulgação com mensagens pedindo o impeachment da presidente.

Parlamentares integrantes de partidos que compõem a oposição na Câmara Federal estiveram presentes, entre eles os deputados federais Jarbas Vasconcelos (PMDB), Mendonça Filho (DEM) e Augusto Coutinho (SD).

Alguns manifestantes apelaram para frases de conteúdo polêmico, como foi o caso de um grupo que carregava uma faixa "Balança que essa quenga cai". O material causou a irritação de muitos dos participantes do ato. O grupo, no entanto, circulou até o final do percurso carregando a faixa e gritando xingamentos contra Dilma, o PT e o ex-presidente Lula.

Outro grupo levou para a rua um boneco gigante do juiz federal Sérgio Moro, que comanda a Operação Lava Jato. A alegoria fez sucesso e muita gente aproveitou para fazer "selfies" com o boneco, que estava vestido com uma toga preta e carregava vários adesivos com frases como "Basta" e "Fora Dilma".

Um pequeno caminhão locado pela coordenação serviu como ponto de venda de "kits protesto", formado por um mini banner com os dizeres Fora Dilma e um boneco inflável do pixuleco (gravura com o rosto do ex-presidente Lula vestido com uniforme de presidiário).

Pouco antes da marcha contra Dilma sair do ponto de concentração, três jovens que passavam em uma rua próxima ao local, vestidos com camisetas vermelhas, foi acuado por um grupo mais exaltado e só pode deixar o local com o apoio de guardas de trânsito.

Satisfeito com o resultado da manifestação, Gustavo Gesteira, coordenador do Vem Pra Rua, comemorou. "O povo veio para a rua mostrar que não aceita mais esse governo e a corrupção na qual ele está envolvido. Agora, todo mundo tem que continuar fazendo a pressão necessária para mudar este País", destacou.

Pró-Dilma

Na região central da capital, no Bairro do Recife - pouco mais de quatro quilômetros distante de Boa Viagem - cerca de 150 pessoas se reuniram para participar de um ato a favor da presidente e de seu governo. Parlamentares, ex-parlamentares e militantes do PT carregavam faixas, cartazes e cantavam palavras de ordem contra o que chamaram de "tentativa de golpe".