27°
Máx
13°
Min

Paes vota fazendo críticas a adversários de Pedro Paulo -

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, votou neste domingo por volta das 8h30, no Gávea Country Clube, em São Conrado, e logo disparou críticas aos candidatos Marcelo Freixo (PSOL) e Marcelo Crivella (PRB). Ele chegou ao local acompanhado do candidato de seu partido, Pedro Paulo (PMDB), e da família.

Paes disse que Freixo "gritaria Fora Temer" na prefeitura e se referiu a Crivella como bispo, dizendo que ambos têm candidaturas estreitas. A reação do prefeito ocorre um dia depois da divulgação da pesquisa Datafolha, em que Pedro Paulo aparece em terceiro lugar, com 12% das intenções de voto. Crivella é apontado com 32% e Freixo com 16%.

"Temos que chamar atenção das pessoas porque imaginar uma cidade como o Rio de Janeiro com segundo turno com candidaturas tão estreitas como a do bispo Crivella e do Marcelo Freixo, que dialogam tão pouco, eu fico imaginando como vai ser. O Freixo na prefeitura gritando Fora Temer, não dialogando com o governo do estado. Com todo respeito aos candidatos Carlos Osório (PSDB) e Flávio Bolsonaro (PSC), sabemos que quem tem chance de vencer Marcelo Freixo e ir para o segundo turno é o Pedro Paulo", disse Paes.

O prefeito também disse que não imaginava que Pedro Paulo apareceria em terceiro lugar na pesquisa, mas usou como exemplo a eleição municipal de 2008 em que aparecia em segundo lugar mas acabou ganhando de Fernando Gabeira.

"Claro que sempre queremos que o nosso candidatado esteja na frente. Imaginava que a gente podia estar um pouquinho na frente do Freixo", afirmou. "Acho que quem está garantido é o bispo Crivella e a disputa pelo segundo turno está entre o Pedro Paulo e o Marcelo Freixo. Hoje é aquele dia que as pessoas têm que fazer reflexão se o nosso governo avançou, que a gente fez muita coisa pela cidade. Tem coisa para avançar, muito problema para resolver ainda. Mas aqueles que estão de acordo com o nosso governo vão votar na candidatura do Pedro para dar continuidade", completou.

Questionado se sabia dos motivos pelos quais Pedro Paulo caiu nas intenções, o prefeito disse não fazer "menor ideia". "Já participei de algumas eleições e, em 2008, já estava derrotado pelo Gabeira e ganhei a eleição. Tem eleitor que está indeciso ainda. Em uma distância tão pequena como essa de 2%, 3% dá para virar sim", afirmou.

Paes votou acompanhado da mulher Cristine Paes e os filhos Bernardo, 12 e Isabela, 10. Já Pedro Paulo estava com a mulher Tatiana Infante e os filhos Luca, 2, Manuela, 11 e Mateu, 4.