22°
Máx
16°
Min

Para Janot, Lula tenta tumultuar investigações

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o ex-presidente Lula tenta tumultuar as investigações sobre sua suposta participação no esquema na Petrobrás. A crítica consta de parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal anteontem, no qual contesta argumentos da defesa do petista para suspender inquéritos que tramitam na 13ª Vara de Curitiba, sob responsabilidade do juiz Sérgio Moro, e na 10ª Vara Federal de Brasília.

Janot endossa o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, de que Lula tem apresentado "tentativas" para "embaraçar as apurações". A afirmação de Teori foi feita no dia 6; na quarta-feira, porém, ele disse ter usado termo inadequado e determinou que "embaraçar as apurações" fosse retirado do texto original.

A defesa de Lula alega que os inquéritos em Curitiba e no DF devem ser "sobrestados", já que os mesmos fatos em apuração são objeto do inquérito que verifica a participação de Lula e outros políticos em "organização criminosa". Para a defesa, Moro "usurpa" competência da Corte.

Em nota divulgada ontem, a defesa do petista disse que trabalha "com a observância de todos os preceitos legais e éticos".