21°
Máx
17°
Min

Pezão reage bem a tratamento com antibióticos, diz nota

O governador licenciado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), permanece no hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo (zona sul do Rio), onde está internado desde a última quinta-feira (28).

Segundo nota divulgada nesta segunda-feira (2) pela assessoria de Pezão, ele "está reagindo bem ao tratamento com antibióticos para tratar uma infecção cutânea". Ainda segundo a nota, o governador está no quarto e não há previsão de alta.

Pezão está em tratamento contra um linfoma não-Hodgkin, tipo de câncer no sistema linfático que afeta o sistema de defesa do organismo. A doença foi diagnosticada em março. O governador começou a se sentir mal no dia 4, foi internado no dia 12 e o linfoma foi anunciado no dia 24. Pezão permaneceu internado até dia 31 de março.

Em abril voltou ao hospital para combater uma infecção e para tratamento.

Pezão se licenciou do cargo no dia 28 de março, por 30 dias. Em abril, renovou a licença por mais 30 dias. No fim de maio fará nova avaliação para saber se tem condições de reassumir o governo. Seu substituto é o vice Francisco Dornelles (PP).

Pezão já se submeteu a dois ciclos de tratamento do câncer e raspou a cabeça. Ele ainda fará de seis a oito ciclos de 21 dias, sendo 3 dias de quimioterapia e 18 de descanso.

Ministério Público

O Ministério Público Federal (MPF) interpôs recurso especial perante o Superior Tribunal de Justiça (STJ) acusando Pezão por improbidade administrativa. Quando era prefeito de Piraí (1997-2004), o atual governador licenciado teria infringido a lei ao comprar uma ambulância por meio de convite, sem tomada de preços no mercado. Pezão foi absolvido, mas o MPF recorreu.