23°
Máx
12°
Min

PF deflagra nova etapa da Operação Lava Jato

Mandados são cumpridos em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal (Foto: Tânia Rego / Agência Brasil) - PF deflagra nova etapa da Operação Lava Jato
Mandados são cumpridos em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal (Foto: Tânia Rego / Agência Brasil)

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (4), a 31ª fase da Operação Lava Jato nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro e no Distrito Federal. A ação cumpre 35 mandados judiciais: 23 de busca e apreensão, sete de condução coercitiva, quatro de prisão temporária e um de prisão preventiva. A operação é intitulada de "Abismo" e conta com apoio da Receita Federal. 

Atualização

Segundo a PF, esta fase apura fraude ao processo licitatório, pagamento de valores indevidos a servidores da Petrobras e o repasse de recursos a um partido político em virtude do sucesso obtido por empresas privadas em contratações específicas. Um dos exemplos citados pela PF é o projeto de reforma do Centro de Pesquisas da Petrobras (CENPES), na Ilha do Fundão, na cidade do Rio de Janeiro. Os alvos da operação cometeram crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude em licitação. 

O nome da operação de hoje, Abismo, remete, dentre outros aspectos, às tecnologias de exploração de gás e petróleo em águas profundas desenvolvidas no CENPES, mas também à localização das instalações (Ilha do Fundão) e a demonstração que esquemas como estes identificados "levaram a empresa aos recantos mais profundos da corrupção e da malversação do dinheiro público", conforme nota divulgada pela PF na manhã de hoje.

Os presos serão encaminhados para a superintendência da PF em Curitiba ainda nesta segunda-feira. Um dos alvos de mandado de prisão já está preso, na Superintendência da PF em São Paulo, em decorrência da Operação Custo Brasil, deflagrada no dia 23 de junho.