26°
Máx
19°
Min

Pimentel, alvo da PF, nomeia delegado federal para Segurança

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), nomeou para o comando da Secretaria Estadual de Defesa Social o delegado da Polícia Federal, Sérgio Barbosa Menezes, que ocupava o cargo de superintendente regional da PF no Estado. A nomeação foi publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira, 18.

Enquanto esteve à frente da PF, Menezes era um dos responsáveis por parte da Operação Acrônimo, que investiga Pimentel por corrupção, lavagem de dinheiro e fraude eleitoral.

A nomeação do delegado federal ocorre depois de o petista nomear a própria mulher, Carolina Oliveira, para chefiar a Secretaria de Trabalho de Minas.

Carolina também é alvo da Acrônimo. Ao ser nomeada ela ganhou foro privilegiado perante a segunda instância da Justiça. O ato foi suspenso liminarmente pela Justiça de Minas, sob alegação de que pode ter servido para beneficiá-la indevidamente.

Nesta terça, 17, Carolina foi exonerada do cargo de secretária de Estado.

No dia 13 de maio, quando o delegado da PF foi indicado para o cargo de chefe da Polícia de Pimentel, o governo de Minas, em nota, informou que a escolha se baseia em sua "reconhecida experiência na área de segurança pública".

"Além de ser especialista em direito penal, direito processual e gestão de segurança pública, Menezes já teve exitosa atuação, em diversas funções públicas, em cinco Estados do País."