28°
Máx
17°
Min

PM retira grupo contra o governo da Paulista; Lula participará de ato nesta tarde

A tropa de choque da Polícia Militar expulsou manifestantes que estavam na Avenida Paulista há 40 horas protestando contra o governo da presidente Dilma Rousseff. A tropa da PM estava desde a manhã desta sexta-feira, 18, negociando com os manifestantes pró-impeachment que estavam acampados em frente à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O intuito era evitar que eles entrassem em choque com manifestantes pró-governo, que têm ato marcado para esta tarde.

Barracas foram retiradas pelos PMs. Por volta das 8h30, os policiais deram 30 minutos para que os manifestantes deixassem o local. O grupo não aceitou a ordem e a Tropa de Choque passou a usar jatos de água para dispersar a multidão. Os policiais também usaram bombas de efeito moral contra os manifestantes. A foi desbloqueada por volta das 9h10.

O PT confirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em ato pró-governo na Paulista. A concentração do protesto está marcada para 16h desta sexta-feira, 18, no Masp.

A organização, que espera 150 mil manifestantes no ato, pede isonomia da Polícia Militar em relação ao ato de domingo, com manifestantes favoráveis ao governo Dilma Rousseff e lembram que secretário de Segurança garantiu retirada de manifestante que ocupam a avenida desde quarta-feira.

A Frente Brasil Popular convocou atos em mais de 40 cidades. No Rio de Janeiro, artistas como Beth Carvalho, Osmar Prado e Silvia Buarque confirmaram presença.