24°
Máx
17°
Min

Políticos comentam denúncia de Lula na Lava Jato

(Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil) - Políticos comentam denúncia de Lula na Lava Jato
(Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

O anúncio de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está formalmente acusado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro gerou repercussão nas redes sociais.

O presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), divulgou nota sobre as manifestações do Ministério Público que denunciou, nessa quarta-feira, 14, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No texto, o senador diz que, se confirmada, a denúncia vai esclarecer a organização criminosa estabelecida pelo PT.

"O partido aguarda a importante e necessária decisão da Justiça sobre as acusações feitas e que, se confirmadas na sua integridade, não deixarão mais qualquer dúvida sobre a complexa estrutura da organização criminosa estabelecida pelo PT", escreveu o tucano.

Em coletiva de imprensa, a força-tarefa da Lava Jato apresentou nessa tarde um organograma em que aponta Lula como o "comandante" do esquema de corrupção investigado.

Entre os políticos paranaenses, o senador Álvaro Dias (PSDB) foi um dos primeiros a se manifestar. Pelo Twitter, ele classificou a denúncia de Lula como “a confirmação da relação do ‘mensalão’ com o ‘petrolão’, como esquema sofisticado e complexo de corrupção”.

Em um vídeo publicado no Facebook, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) criticou o anúncio do Ministério Pùblico Federal contra o companheiro de partido. "Uma grande ação midiática do MPF para atacar Lula! 'Não esperem provas', disse o procurador! Isso é abusivo e arbitrário!", escreveu. "Não há acusação, não há fatos, não há provas", disse.