27°
Máx
13°
Min

Por 48 votos a 12, CCJ rejeita parecer de Cunha contra a votação de cassação

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara rejeitou na manhã desta quinta-feira, 19, o parecer do relator Ronaldo Fonseca (PROS-DF) que concedia apenas uma das 16 nulidades apontadas pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contra o processo de cassação aprovado pelo Conselho de Ética. Foram 48 contra e 12 a favor do parecer.

O presidente da CCJ, Osmar Serraglio (PMDB-PR), escolheu o tucano Max Filho (ES) para apresentar o voto alternativo. A escolha se deu entre os membros da comissão que votaram contra o parecer de Fonseca. O novo relator foi indicado com o apoio de 35 deputados que defendem a cassação e deve apresentar um voto contrário a todas as nulidades indicadas por Cunha.

Cunha voltou a falar minutos antes da votação. O peemedebista disse que está "muito claro" que a comissão faz um julgamento político de seu caso, que ele é vítima de vingança e de "violência política e regimental". O deputado afastado reafirmou que buscará o amparo judicial para que seja retomado o devido processo legal.