20°
Máx
14°
Min

PP convoca para quarta reunião para decidir se partido desembarca do governo

O presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), recuou e decidiu convocar para as 14 horas desta quarta-feira, 6, reunião das bancadas do partido na Câmara dos Deputados e no Senado Federal para decidir se o partido desembarca ou não do governo Dilma Rousseff.

Na semana passada, após reunião com as bancadas da legenda nas duas Casas, Nogueira tinha decidido esperar o fim dos trabalhos da Comissão Especial do Impeachment para o partido definir se romperia ou não. A expectativa era de que a sigla só tomasse a decisão em 12 de abril.

A ideia inicial era também de que o desembarque fosse votado durante uma convenção do PP. A ala pró-impeachment do PP chegou a apresentar requerimento pedindo a convocação. "Não precisa de convenção. (A reunião) vai ser da bancada da Câmara e do Senado", explicou Ciro nesta terça ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

Apesar de parte do partido ser favorável ao impeachment, o PP está negociando com o Planalto um ministério "com orçamento" para permanecer oficialmente na base aliada. Entre as Pastas, estariam Saúde e Educação, ocupadas atualmente por PMDB e PT, respectivamente.

O presidente da legenda informou, contudo, que qualquer membro do PP só deverá assumir alguma Pasta depois de concluída a votação do impedimento de Dilma pela Câmara. O objetivo é esperar para ver como o governo da petista sairá do processo.

Apesar da fala de Nogueira, o PP conseguiu emplacar o novo diretor-geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs): o engenheiro civil cearense Antonio Iran Costa Magalhães. Ele é ligado ao deputado Macedo, recém-filiado ao PP, após deixar o PSL, e foi nomeado nesta terça-feira para o cargo.