20°
Máx
14°
Min

Preso, Paulo Bernardo, marido da senadora Gleisi Hoffmann, passa primeira noite na cadeia

(Foto:José Cruz/Agência Brasil) - Preso, Paulo Bernardo, marido da senadora Gleisi Hoffmann, passa primeira noite na cadeia
(Foto:José Cruz/Agência Brasil)

O ex-ministro Paulo Bernardo, marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT), passou a noite na carceragem da sede da Polícia Federal em São Paulo. A previsão, é que a Polícia Federal colha o depoimento do ex-ministro nesta sexta-feira (24).

Bernardo e os outros cinco presos na Operação Custo Brasil, chegaram à São Paulo na noite de quinta-feira (23). Dois aviões da Polícia Federal foram usados para transportar os presos.

O ex-ministro, do Planejamento no governo Lula e, das Comunicações, no governo Dilma, foi preso na manhã de quinta-feira durante ação da Polícia Federal. Ele é suspeito de integrar uma organização formada para fraudar um serviço de gestão de crédito consignado a funcionários públicos.

De acordo com informações da Polícia Federal, da Receita Federal e do Ministério Público Federal, para burlar o sistema, o grupo contratou o Grupo Consist, que cobrava mais do que deveria e repassava 70% do seu faturamento para o PT e para políticos. A propina paga entre 2009 e 2015 teria chegado a cerca de R$ 100 milhões. "Dezenas de milhares de funcionários públicos foram lesados", disse o superintendente da Receita Federal em São Paulo, Fábio Ejchel.

Colaboração MPF/Receita Federal/Polícia Federal