22°
Máx
17°
Min

Promotor deve avaliar a partir de 4ª nova data para depoimento de Lula e Marisa

O promotor Cássio Conserino, responsável por conduzir a investigação envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre suposta ocultação de patrimônio no tríplex do Guarujá, deve retomar nesta quarta-feira, 24, a análise do caso e avaliar o agendamento do depoimento do petista e de sua esposa, Marisa Letícia.

Ele afirmou, ao deixar o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) na tarde desta terça-feira, que irá analisar a partir de amanhã a situação do casal. No início desta tarde, o conselho confirmou a competência do promotor para permanecer à frente da investigação.

Há uma semana, o conselheiro Valter Shuenquener, integrante do CNMP, suspendeu de forma liminar o depoimento de Lula e Marisa que estava marcado para o último dia 17. Ao levar o caso para discussão no plenário do órgão nesta terça-feira, 23, contudo, Shuenquener votou pela manutenção de Conserino no caso e revogou a liminar. Os demais 13 integrantes do órgão seguiram o entendimento do relator.

O procurador-geral da Justiça de São Paulo, Márcio Elias Rosa, comemorou a decisão tomada pelo CNMP. Na sua avaliação, a decisão confirma o acerto de "todos os atos" de apuração praticados no Ministério Público de São Paulo.

"O CNMP confirmou o acerto de todos os atos praticados neste caso e, mais do que isso, reconheceu que lá em São Paulo continuamos regendo a investigação tal como está estabelecido", afirmou Elias Rosa, ao fim da sessão plenária do órgão.