27°
Máx
13°
Min

Promotor flagra compra de votos em Florianópolis

Pelo menos 14 candidatos foram detidos neste domingo de eleições em Santa Catarina. As ocorrências foram registradas nas cidades de Passo de Torres, Porto União, Laguna, Itajaí, Campo Erê, Imbituba, Sombrio, Brusque, Joaçaba, Balneário Camboriú, Dionísio Cerqueira, São Bernardino e Balneário Rincão. Ao total, 79 cidadãos foram presos no Estado. Na Capital, um promotor de Justiça flagrou compra de votos em um posto de combustíveis.

Entre os principais motivos das apreensões estão boca de urna, apreensão de valor em dinheiro, porte de arma de fogo, desordem e distribuição de material de campanha.

Em Florianópolis, na madrugada de domingo, um promotor de Justiça da Capital autuou candidato à reeleição por compra de votos. O magistrado estava num posto de combustíveis, quando percebeu que candidatos de cinco veículos trocavam tickets por gasolina. O magistrado acionou a Polícia Militar, e os envolvidos foram encaminhados para a sede da Polícia Federal, onde foram liberados após depoimento. Ainda na Capital, o site do candidato a prefeito do PSOL, Elson Pereira, foi invadidos por hackers às vésperas do pleito.

Em Caxambu do Sul, a segurança nas ruas foi reforçada. No fim de semana passado, uma semana antes das eleições, o candidato Glauber Burtet (PT) foi alvo de uma tentativa de homicídio quando o candidato saía de um jantar. Um suspeito dos disparos foi preso.

Segundo informações da Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE-SC, 174 urnas tiveram que ser substituídas em 97 municípios do Estado. As urnas que apresentaram problemas foram imediatamente substituídas e estão recebendo normalmente os votos dos eleitores. Até o momento nenhuma votação aconteceu de forma manual.

No sábado 1º, o TRE-SC concluiu o julgamento de todos os processos de registros de candidaturas. Em 382 processos em grau recursal, candidatos de Itaiópolis, Laguna, Massaranduba, Imaruí e Bom Jardim da Serra tiveram registros indeferidos.