24°
Máx
17°
Min

Protesto contra Temer teve depredação e prisões em Piracicaba

Terminou em depredação e prisões um protesto contra o presidente Michel Temer (PMDB), na noite de sábado, 3, em Piracicaba, interior de São Paulo. Cerca de 150 manifestantes invadiram a sede da Associação Comercial de Piracicaba (Acipi), picharam paredes internas e externas e quebraram um portão, segundo o presidente da entidade, Paulo Roberto Checoli. A entidade apoiou o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

A frase "Fora, Temer" foi pichada em vários locais. Dois jovens foram detidos e levados ao plantão da Polícia Civil, mas foram liberados após prestarem depoimentos. Outros dois manifestantes foram identificados e serão intimados. Segundo Checoli, o grupo lançou bombas caseiras no interior do prédio e rasgou uma bandeira do Brasil que estava no local. Imagens do circuito interno de segurança foram entregues à polícia para identificação dos autores do vandalismo.