27°
Máx
13°
Min

Protestos contra impeachment fecham vias de São Paulo

Um grupo fechou a rodovia dos Imigrantes na altura do quilômetro 15, na chegada a São Paulo, nesta sexta-feira. Os manifestantes protestavam contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O trânsito ficou muito engarrafado na região, e todas as faixas foram bloqueadas.

Na capital paulista, membros da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) se mobilizaram na Ponte das Bandeiras, sentido Santana. Os manifestantes estenderam uma faixa com a inscrição 'fora Cunha' e exibiam cartazes com pedido pela democracia. As duas pistas foram ocupadas, e os motoristas não conseguiam seguir caminho em direção ao bairro. Diversas viaturas da Polícia Militar e outra da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) estavam no local.

Os movimentos populares pró e contra o governo se mobilizam para tomar as ruas no próximo fim de semana. O Movimento Brasil Livre (MBL), o Vem Pra Rua e o Brasil Melhor lideram grandes protestos no domingo, dia de votação que definirá se o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff deverá ou não ser aberto.

Em Brasília, uma cerca de metal no gramado em frente ao Congresso vai separar os manifestantes. O grupo a favor do impeachment, convocado principalmente pelo Vem Pra Rua, Movimento Brasil Livre, Revoltados On Line e Aliança Nacional dos Movimentos Democrático, ficará do lado direito. Já os manifestantes a favor do governo, liderados pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, ficarão à esquerda da barreira.