21°
Máx
17°
Min

Protestos contra o impeachment de Dilma interditam vias em SP

Uma série de protestos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff provoca congestionamentos na capital paulista na manhã desta terça-feira, 10, véspera da votação da admissibilidade do afastamento da petista pelo Senado. A Avenida 23 de Maio, importante via da cidade, está bloqueada nos dois sentidos na altura do Terminal Bandeira. Os manifestantes atearam fogo em madeira e pneus.

Há também protesto na rodovia Hélio Smidt, que dá acesso ao Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos. Uma faixa da esquerda foi liberada no início da manhã, mas ainda há fogo na pista, no sentido do terminal. Outra manifestação ocorre na Marginal Pinheiros. Ao todo, a capital tem mais de 70 km de vias congestionadas, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Há relatos também de manifestações em rodovias do Rio Grande do Sul.

Pelas redes sociais, a Frente Brasil Popular, que reúne vários movimentos sociais, fez uma convocatória para que os manifestantes fossem às ruas. "Vai ter muita luta em defesa da democracia! O Brasil diz não contra o golpe!", diz uma mensagem postada no Facebook. A Central Única de Trabalhadores (CUT), também convoca atos em todo o País "em defesa da democracia, dos direitos trabalhistas sociais e humanos".