22°
Máx
14°
Min

PSB deve indicar deputado Fernando Filho para Integração Nacional

Em reunião com o vice-presidente Michel Temer nesta terça-feira, 3, o PSB acertou que, se confirmada a participação do partido em eventual governo peemedebista, indicará o futuro ministro da Integração Nacional. O líder do partido na Câmara, deputado Fernando Bezerra Filho (PE), deverá ser o indicado para o cargo.

Após a reunião com Temer, Bezerra veio para a Câmara para confirmar o apoio a seu nome com integrantes da bancada. Segundo apurou o Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado, dos 31 deputados do PSB, 26 são favoráveis à participação do partido em um futuro governo Temer. Desses, praticamente todos já avalizaram o nome do deputado pernambucano.

A deputada Tereza Cristina (PSB-MS), no entanto, chegou a questionar a indicação. Ela queria que o partido assumisse o Ministério da Agricultura, para o qual gostaria de ser indicada ministra. O comando da Pasta, contudo, deve ser oferecido ao PP, que também deverá avalizar a indicação para o Ministério da Saúde.

Fernando Bezerra levou a posição da maioria da bancada para reunião da Executiva Nacional do partido na noite desta terça-feira, quando o partido deverá "bater o martelo" sobre a participação em um eventual governo Temer. A principal resistência à participação vem atualmente dos três governadores do partido.

Além de Bezerra, participaram da reunião com Temer o presidente do partido, Carlos Siqueira, e o líder da legenda no Senado, Antonio Carlos Valadares (SE). Na reunião, o PSB disse que não tinha como garantir votos a favor do impeachment de todos os sete senadores: Lídiceda Mata (BA) e João Capiberibe (AP) já declararam voto contra.