21°
Máx
17°
Min

PSB pede à PGR investigação sobre superfaturamento de ingressos na Copa de 2014

O PSB enviou ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, uma representação requerendo a abertura de uma investigação sobre o superfaturamento na venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2014. O partido aponta prejuízo a consumidores brasileiros e estrangeiros, que teriam pagado valores desproporcionais para os jogos durante o torneio.

De acordo com o partido, o Comitê Organizador Local, a CBF, seu ex-presidente José Maria Marin, a Fifa e também seu ex-secretário-geral Jérôme Valcke devem ser investigados. Para o PSB, eles são suspeitos de participarem no esquema de corrupção que comercializava os bilhetes de entrada para os jogos por preços até quatro vezes superiores ao valor de face.

"Este escândalo, que representa mais um dos recentes episódios nebulosos envolvendo o futebol, é gravíssimo e exige das nossas autoridades nacionais a busca urgente por maiores informações, em especial sobre os registros contábeis e fiscais referentes à comercialização dos ingressos utilizados no Brasil", defende a legenda na peça enviada à Procuradoria Geral da República (PGR).

No ano passado, Valcke foi afastado da Fifa após as denúncias de que ele integrava o esquema ilegal de venda de ingressos para a Copa do Mundo. Na semana passada, o comitê de ética da entidade o suspendeu, o proibindo de participar de qualquer atividade vinculada ao futebol pelo prazo de 12 anos.