22°
Máx
17°
Min

Renan: citações feitas a mim por assessor de Delcídio são improcedentes

(Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil) - Renan: citações feitas a mim por assessor de Delcídio são improcedentes
(Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), divulgou nesta terça-feira, 15, nota em que sustenta que não foi nem poderia ter sido procurado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, para tratar de uma suposta moção, a ser apresentada à Justiça, que poderia garantir o relaxamento da prisão do senador Delcídio Amaral (PT-MS). O fato, segundo reportagem do site da revista Veja nesta manhã, foi relatado em diálogo gravado pelo assessor de Delcídio, José Eduardo Marzagão, de conversas que teve com Mercadante.

"O presidente do Senado, senador Renan Calheiros, não foi e nem poderia ser procurado pelo ministro da Educação para tratar de nenhum dos assuntos relacionados na referida reportagem. Como se sabe, a alegada moção não existiu", disse o peemedebista.

Em nota, a assessoria de imprensa de Renan afirmou ainda que são "totalmente improcedentes" as citações feitas por Marzagão. "As referências não condizem com o perfil do senador", concluiu a nota.