23°
Máx
12°
Min

Renan diz estar atuando pessoalmente para PEC do teto ser votada até o fim do ano

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), comemorou a aprovação em primeiro turno da PEC que determina um teto para os gastos públicos na Câmara dos Deputados na noite da segunda-feira, 10. Ele defende que, assim que chegar ao Senado, o projeto tenha uma tramitação breve e seja apreciado até o fim do ano.

"Já estou atuando pessoalmente para que, até o final do ano, tenhamos uma decisão. Vou conversar com o presidente da CCJ para que nós tenhamos um relator que possa abreviar os prazos e a tramitação", afirmou o presidente do Senado, frustrando os planos da oposição de pedir que a PEC tramite na Comissão de Assuntos Econômicos, presidida pela petista Gleisi Hoffmann (PT-PR), e por outros colegiados antes de ir ao plenário.

Para agilizar a tramitação e garantir que o projeto seja deliberado até o fim desse ano, Renan disse que, se for necessário, ele vai interferir no recesso parlamentar, que acontece entre 22 de dezembro e 2 de fevereiro. "Ou votamos essa PEC, ou vamos ter que aumentar impostos, e a sociedade não aguenta mais isso", disse Renan.