27°
Máx
13°
Min

Réu na Lava Jato, Cunha assumirá presidência da Assembleia Parlamentar da CPLP

Alvo de processo no Conselho de Ética da Câmara que pode levar à cassação de seu mandato e réu na Operação Lava Jato, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), assumirá nesta quinta-feira, 7, a presidência da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP).

Cunha sucederá o presidente da Assembleia Nacional de Angola, Fernando Piedade Dias dos Santos. O peemedebista assumirá o posto, pois, pelo sistema de rodízio, caberia ao Brasil ocupar o cargo nos próximos dois anos. Como seu mandato de presidente da Câmara acaba neste ano, ele deverá ficar na presidência da AP-CPLP apenas até o início de 2017.

A posse de Cunha acontecerá no fim da reunião da assembleia, que começou durante sessão solene nesta quarta-feira, na Câmara dos Deputados, em Brasília. Caberá ao peemedebista apresentar o resultado da assembleia durante a Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Criada em 2009, a Assembleia Parlamentar da CPLP está em fase de estruturação institucional. Entre suas atividades, estão o fortalecimento das comissões de trabalho e da Rede de Mulheres, a articulação de missões de observação eleitoral nos países membros e a troca de informações entre os integrantes da instituição e os órgãos da CPLP.