22°
Máx
14°
Min

Rio promete pagar segunda parcela do salário de maio

O governo do Rio confirmou o recebimento de recursos da União nesta sexta-feira (1º) e informou que irá remanejar verbas do Orçamento para pagar a parcela atrasada dos salários de maio de 393.143 servidores ativos, aposentados e pensionistas. O acerto será feito na segunda-feira. Às vésperas da Olimpíada, a União liberou crédito extraordinário de R$ 2,9 bilhões ao Estado.

O recurso do governo federal deverá ser aplicado em ações de segurança pública para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Com a chegada do dinheiro, o Rio fez o remanejamento no seu orçamento para pagar os salários atrasados.

Em meio a dificuldades financeiras, o governo fluminense parcelou o pagamento dos vencimentos referentes a maio. A primeira parte foi paga no dia 14, décimo dia útil do mês passado. Na data, foi quitada 70% da folha de pagamento, com desembolso de R$ 1,1 bilhão. Apenas os 85.737 servidores ativos da secretaria de Educação receberam integralmente.

O Estado do Rio definiu uma conta para o cálculo da primeira parcela de cada servidor. Foi decidido que os trabalhadores receberiam no primeiro pagamento R$ 1 mil mais 50% da diferença entre o valor líquido do seu vencimento e essa parcela de R$ 1 mil. Um servidor que recebe, por exemplo, R$ 4 mil líquidos, teve depositados R$ 1 mil mais R$ 1,5 mil (valor corresponde à metade da diferença entre R$ 4 mil e R$ 1 mil).

No dia 17, o governador em exercício, Francisco Dornelles, declarou estado de calamidade pública nas finanças do Estado.