24°
Máx
17°
Min

Russomanno diz que, se eleito, não pretende elevar tarifas de transporte

Em entrevista concedida nesta segunda-feira, dia 1º, ao Grupo Estado, o candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, disse que, se eleito, não pretende elevar as tarifas de transporte na Capital. Ele também negou que teria dito no pleito de 2012 que quem utilizasse mais o transporte público deveria também pagar mais por isso.

Essa questão foi apontada na época para explicar o fato de Russomanno, que liderava as pesquisas de intenção de voto, não ter ido nem ao segundo turno da disputa, vencida pelo petista Fernando Haddad.

Na entrevista, Russomanno disse que é contrário a privatizações de algumas áreas da Capital, como as de lazer, proposta que vem sendo defendida por seu adversário neste pleito, o tucano João Doria. "Quero fazer de São Paulo uma cidade com mais qualidade de vida", frisou.

Indagado sobre a proposta da bancada evangélica, da qual seu partido é integrante, de levar o ensino religioso ao ensino público, Russomanno repetiu que vivemos num Estado laico e, portanto, não é favorável a se discutir religião nas escolas públicas.

Haddad

Na entrevista, o candidato do PRB evitou falar de seus adversários, dizendo que sua campanha é propositiva, sem ataques. Mas, indagado sobre a avaliação da gestão do prefeito e candidato à reeleição pelo PT, Fernando Haddad, disse apenas: "A intenção de voto e a rejeição já mostram a avaliação da gestão Haddad pela população."

Russomanno, de acordo com as mais recentes pesquisas de intenção de voto, lidera neste momento a corrida à Prefeitura de São Paulo.