26°
Máx
19°
Min

Saúde e pavimentação são os principais desafios do novo prefeito de Ponta Grossa

Ser prefeito de uma cidade é assumir a responsabilidade de encarar desafios diários pensando no bem de toda a população. Em Ponta Grossa, os moradores têm uma série de dificuldades no dia a dia – um dos principais problemas apontados é a pavimentação. Nos últimos três anos e meio, foram mais de 210 quilômetros de ruas asfaltadas, mas ainda falta muito para que toda a população seja beneficiada com pavimentação na frente de casa.

Outro setor apontado como prioritário pela comunidade é a saúde. Dados dos últimos quatro anos indicam investimento de R$ 10 milhões no segmento, mas ainda há problemas a serem resolvidos, como a falta de médicos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

A Prefeitura mantém 50 UBS, onde trabalham 60 médicos intercambistas. Além disso, o governo municipal possui 143 profissionais concursados e mais 116 terceirizados atuando no Pronto Socorro Municipal, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Hospital da Criança e no Samu. São 378 médicos, com uma média de 11 médicos a cada 10 mil habitantes. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o indicado seria 17 profissionais a cada 10 mil habitantes.

Colaboração Priscila Koteski / Rede Massa.