22°
Máx
17°
Min

Secretaria dos Portos confirma saída do ministro Helder Barbalho

A Secretaria dos Portos confirmou no início da noite desta quarta-feira, 20, a saída do ministro Helder Barbalho do cargo, decisão oficializada hoje pela presidente Dilma Rousseff (PT), que aceitou o pedido de exoneração feito por ele. Na carta de demissão entregue na segunda-feira, 18, à presidente, Barbalho agradece "a honra de ter integrado o ministério" e afirma haver "absoluta ausência de crimes de responsabilidade justificadoras de extrema medida parlamentar", em referência ao processo de impeachment contra a presidente atualmente em curso no Senado.

O agora ex-ministro lembra que ocupou ainda o extinto Ministério da Pesca e Aquicultura, incorporado à Secretaria de Portos no ano passado. "Em ambos, sempre recebi gestos de prestígio de sua parte. Creio haver colaborado em favor dos anseios e das expectativas da sociedade brasileira, de modo especial ao meu querido povo do Pará", relatou. "Aceite a renovação da minha solidariedade", completou.

Na carta, Barbalho diz ainda que "a posição política por mim assumida é, acima de tudo, de respeito à Democracia e a mim mesmo. O que considero da maior importância pessoal e política". O ex-ministro encerra o documento com um "que Deus proteja o futuro do Brasil".