22°
Máx
17°
Min

Sem acessibilidade, cadeirante não consegue chegar à urna eletrônica em Sarandi

No Colégio Estadual Olavo Bilac, maior ponto de votação de Sarandi (a sete quilômetros de Maringá), os eleitores encontraram o chão coberto de ‘santinhos’. Muita sujeira, que decepcionou os moradores da cidade.

Em Sarandi são 64 mil eleitores que escolherão o novo prefeito entre oito candidatos, além de novos vereadores entre 166 postulantes ao cargo de vereador.

Uma situação curiosa foi registrada no maior colégio eleitoral de Sarandi. Cadeirante, um homem não conseguiu passar pela porta da seção eleitoral devido à falta de acessibilidade.

Ele então assinou a folha de presença, mas quem votou em seu lugar foi a esposa.

Colaboração Nádia Lopes e Marcos Luvizeto da Rede Massa